"Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar."
Sophia de Mello Breyner Andersen

.

domingo, 25 de maio de 2008

Estou cansada...
Procurei-te dias e dias...meses e meses...
Nunca apareceste como me prometeste no meu sonho...
Estou cansada...
Cansada desta procura louca
Onde acreditei que o meu mundo de fantasia se podia tornar real...

Estou cansada...
Quero adormecer para te encontrar e dizer-te
Que embora sejas o que mais desejo
Não passas disso mesmo....um sonho.
O meu sonho...!
.
.

3 comentários:

Baraújo disse...

o cansaço destrói tanta coisa... que até se torna impressionante o seu poder! a sua força... numa luta constante entre o cansaço e a esperança... muitas vezes o primeiro vence...

cansaço de esperas...
cansaço de rotinas...
cansaço de estar simplesmente... cansado...

adorei.

ps. em relaçao a imagem. é preciso chamar algum nadador salvador? eu ja tou a correr...

beijo terno

OUTONO disse...

Quem procura sempre encontra...diz o povo!

Fora esta verdade, gostei da intensidade de escrita...

Beijinho.

variasformasdearte disse...

Nunca te canses de procurar... um dia conseguimos e tudo muda até o nosso Sonho.