"Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar."
Sophia de Mello Breyner Andersen

.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008


Contigo e em mim...
Liberto-me!

6 comentários:

Carol Barcellos disse...

Acho que sei o que é isso...achei lindíssimas as palavras conjugadas com esta bela foto!

Beijinhos doces cristalizados!!!

Dark-me disse...

Entendo-te perfeitamente!

Dark kiss

su disse...

Porque não há amarras nem prisões nem grilhetas nem observações...um vive no outro para lá dos limites de si mesmo...
É bem verdade!
:)

Fernando Santos (Chana) disse...

Espectacular imagem...Que trasmite toda sensação de liberdade.
Beijos

impulsos disse...

Abre bem esses braços e agarra o tudo que essa liberdade te oferece!

Beijo

Baraújo disse...

kem me dera também libertar, e fazer parte dessa imagem!
1: a companhia
2: a água

beijo terno