"Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar."
Sophia de Mello Breyner Andersen

.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

.
.

Fazes-me falta...e o meu copro reclama a tua presença!
Onde estás?
.
.
.

4 comentários:

OUTONO disse...

Aqui...
Mesmo na ondulação do teu caminho...
Nas carícias das cálidas areias de quartzo nacarado...
No rebentar do afago das ondas...

( encontrei a porta aberta e ...sonhei)

Beijo.

Baraújo disse...

mergulhado no mar... continua a olhar para a água... que eu apareço :P

beijo terno

Baraújo disse...

ai... o escaldao... tadinha... :P

variasformasdearte disse...

Em TI!!