"Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar."
Sophia de Mello Breyner Andersen

.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008



Vem desaguar em mim...

5 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
foz . . .
a mistura em apogeu . . .
,
desaguadas brisas, deixo,
,
*

ZeManel disse...

quem me dera... ;)))
Bjs

Francis disse...

O mar é a soma de todos os afluentes.
Nós somos a soma das nossas confluências.
Gostavas de ser a ramificação que me permitisse desaguar em porto seguro.
Como estão por aí os ventos e marés?
Beijitos. :)

variasformasdearte disse...

Bela imagem!!

Bjs

Baraújo disse...

querias... não querias...?
eu sei que querias :P

beijo terno