"Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar."
Sophia de Mello Breyner Andersen

.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

.
O meu mar como fundo
.
Envoltos num abraço
.
No silêncio das nossas palavras
.
Onde tudo é dito...e sentido
.
Nada mais...quero!
.

1 comentário:

Francis disse...

É nos pequenos prazeres que encontramos a plenitude, são as pequenas coisas que por vezes nos fazem sentir plenos.
Beijo.